Para o presidente do STJ, a Justiça do Trabalho é imprescindível e necessária para o equilíbrio da sociedade

Agência CNJ

Declaração do ministro João Otávio de Noronha foi feita na abertura do 2º Fonacor, em Brasília

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, participou, nesta terça (9/10), da abertura do 2º Fórum Nacional das Corregedorias (Fonacor), realizado na sede do Conselho da Justiça Federal (CJF), em Brasília.

Na ocasião, o presidente João Otávio de Noronha fez uma saudação e, no início, em tom descontraído, referiu que o STJ gostaria de ter o prédio do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Logo em seguida, em tom sério, o Ministro do STJ declarou, em primeiro lugar, que a Justiça do Trabalho é imprescindível e, em segundo lugar, fez o seu relato de como ela é necessária nos últimos tempos para o equilíbrio dentro do campo da sociedade.

Ato contínuo à fala do ministro sobre a imprescinbilidade e a necessidade da Justiça do Trabalho, foi aplaudido por todos os presentes, corregedores do Brasil inteiro, da Justiça Federal, da Justiça Estadual, da Justiça do Trabalho, da Justiça Militar, etc.

O evento contou, ainda, com a participação da presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Noemia Porto, do corregedor nacional de Justiça e presidente do Fonacor, ministro Humberto Martins, do presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, ministro Dias Toffoli e do Corregedor Nacional da Justiça do Trabalho, Ministro Lélio Bentes.

O evento segue com uma programação que visa a debater o aperfeiçoamento das estruturas judiciárias de todo o país.

Receba nossa newsletter

Menu