Encontro Nacional do Poder Judiciário debate metas e perspectivas para 2023

Anamatra

Anamatra participa do evento, realizado pelo CNJ

O presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Luiz Colussi, representa a entidade, nos dias 21 e 22 de novembro, no 16º Encontro Nacional do Poder Judiciário (ENPJ), realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília/DF.

O Encontro, previsto na Resolução CNJ n. 325/2020, art. 17, conta com a participação de presidentes e corregedores dos tribunais, integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, responsáveis pela área de Gestão Estratégica e servidores da área de estatística.

A abertura do Encontro foi feita pela ministra Rosa Weber, presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF). Em sua fala, a ministra ressaltou que a importância do cotejo entre o que se realizou e logrou a atingir no Judiciário, e o que se projeta para o aprimoramento da entrega da prestação jurisdicional, enseja o encontro do passado e do futuro, sempre com olhos voltados para o aperfeiçoamento do Judiciário em prol da sociedade, explicou a ministra Rosa Weber.

"A gestão das organizações não se apoia, é sabido, em fórmulas rígidas. Há de ser construída e executada, de forma conjunta, pelos atores envolvidos. Considerada a realidade em que se inserem, a partir de uma visão sistêmica", destacou Rosa Weber.

Justiça do Trabalho

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Lelio Bentes, falou da importância da realização do Encontro, para promover debates que caminhem no sentido do melhor atendimento do Poder Judiciário à população brasileira.

“Tenho afirmado sempre que um Judiciário forte se constrói com união, democracia e transparência. E penso que nestes três atributos é possível reunir a essência deste encontro”, disse. O ministro também mencionou os desafios atuais de combate ao assédio moral, sexual e eleitoral.

Coube ao ministro a apresentação, no painel "Panorama dos Tribunais Superiores", dos resultados da Justiça do Trabalho. Em sua fala, Lelio Bentes destacou o destaque obtido pelo TST e pelo CSJT no quesito transparência; o aumento da produtividade; a atuação em prol da democratização das relações de trabalho (combate ao racismo, à desigualdade de gênero; LGBTfobia, entre outros); o engajamento na campanha de CNJ 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulheres; o monitoramento do Trabalho decente, entre outras diversas realizações.

Metas nacionais

As metas nacionais para o Poder Judiciário no próximo ano serão anunciadas no segundo dia do evento, terça-feira (22/11), às 11 horas, pela presidente do CNJ e do STF, ministra Rosa Weber, e pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Luis Felipe Salomão. As metas vão considerar as diferenças e particularidades de cada segmento de Justiça.

Prêmio CNJ de Qualidade

O Encontro Nacional também será palco da entrega do Prêmio CNJ de Qualidade, um reconhecimento institucional aos tribunais que se destacam em políticas judiciárias, eficiência, gestão e organização de dados. A premiação contemplará cada segmento de justiça, separadamente. Os tribunais serão classificados, de acordo com a avaliação do desempenho, em três categorias: “Diamante”, “Ouro” e “Prata”. O tribunal que mais se destacar entre o conjunto dos 90 órgãos de Justiça receberá o “Prêmio Excelência”. A cerimônia de entrega do Prêmio CNJ de Qualidade será a primeira atividade da programação de terça-feira (22/11), a partir das 10 horas.

Clique aqui e confira mais fotos do Encontro

Acompanhe o Encontro pelo canal do CNJ no YouTube:

https://youtu.be/Ps2RNO8aXME

 

 

* Com informações do CNJ

Receba nossa newsletter

SHS Qd. 06 Bl. E Conj. A - Salas 602 a 608 - Ed. Business Center Park Brasil 21 CEP: 70316-000 - Brasília/DF
+55 61 3322-0266
Encarregado para fins de LGPD
Dr. Marco Aurélio Marsiglia Treviso
Diretor de Prerrogativas e Assuntos Jurídicos da Anamatra