Anamatra participa do 1º Encontro Nacional de Laboratórios de Inovação do Poder Judiciário

Presidente Luiz Colussi fala da iniciativa da entidade com a criação do Laboratório de Inovações Administrativas da Anamatra

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) participou, nesta segunda (7/6), do 1º E-Labs – Encontro Nacional de Laboratórios de Inovação do Poder Judiciário. O evento, que será realizado de 7 a 11 de junho, reunirá representantes de diversos tribunais que atuam com soluções inovadoras, buscando debater modelos, compartilhar experiências e explorar novas possibilidades no âmbito do Sistema de Justiça.

O encontro é uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Tribunal Regional Federal da 3ᵃ Região (TRF3) e da empresa de inovação Judiciário Exponencial. Saiba mais sobre o evento em: https://www.judiciarioexponencial.com/elabs

Na abertura do Encontro, o presidente da Anamatra, Luiz Colussi, falou da iniciativa da entidade com a criação, no início deste ano, do Laboratório de Inovações Administrativas da Anamatra, o Anamatra Lab. “Considerando que o nosso Laboratório foi recentemente criado, participamos deste importante evento não apenas para compartilhar essa ação da Anamatra, mas para integrarmos esta valiosa rede de trabalho que o Encontro proporcionará, com o compartilhamento de ideias”, ressaltou.

O Anamatra Lab tem por objetivo, explicou Colussi, fomentar a integração entre as diversas administrações regionais, entre estas e os(as) magistrados(as) correlatos(as), bem como a formação de identidades e processos de mútua colaboração com as associações locais a culminar, com a jurimetria, tecnicidade e acompanhamento correlatos, em práticas administrativas com o alcance de resultados qualitativos e quantitativos na prestação jurisdicional e na gestão do Poder Judiciário trabalhista.

Entre as metas do Anamatra Lab estão o estímulo à formação de pensamentos e projetos coletivos no âmbito do Judiciário Trabalhista, promovendo a aproximação entre os(as) magistrados(as) dos centros decisórios e executivos das políticas institucionais gerando perspectiva de pertencimento institucional. “A ideia é encontrar vias de convergência de interesses e incremento de resultados administrativos e jurisdicionais, aproximando o debate de metas estatísticas e estruturais da Justiça do Trabalho, inovando e amplificando boas práticas para o alcance de políticas institucionais alinhadas ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ao Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT)”, esclareceu o presidente da Anamatra.

Para alcançar essas metas e objetivos, o Anamatra Lab desenvolverá ações coordenadas para rastrear boas práticas administrativas e fomentar a sua divulgação. “A ideia é também produzir cursos voltados às inovações administrativas e às mudanças de cenário social e do próprio poder judiciário. Serão criados fóruns de debate com os atores do fluxo trabalhista, para a constante análise de impacto dos projetos e coleta de demandas e, juntamente com as Associações Regionais – e estas em diálogo com os respectivos Tribunais Regionais –, o Laboratório criará uma Rede de Gestão, catalizadora das sugestões e boas práticas colhidas e fomentadas nos fóruns, viabilizando e instrumentalizando o compartilhamento de ideias e projetos, entre outras medidas”, explicou Colussi. 

Na parte da tarde, o presidente da Anamatra  também participou, como moderador, do painel “Laboratórios e Inovação Tecnológica”, que reuniu o juiz do Trabalho da 9ª Região Bráulio Gabriel Gusmão, o juiz do Trabalho Roberto Masami Nakajo, assessor da Presidência do TRT 12, e a juíza Federal Carolina Tauk. 

Diretoria de Informática da ANamatra no 1º E-Labs - O juiz Jônatas dos Santos Andrade, diretor de Informática da Anamatra, também participa do evento como representante da entidade no Encontro nos cinco dias de evento. Além do LIODS do CNJ, mais de 20 Laboratórios de Inovação dos órgãos do Judiciário vão apresentar seus modelos de trabalho, disponibilizando portfólios que podem servir de inspiração para a modernização do processo judicial por meio da execução centralizada de ações baseadas em tecnologias digitais.

Os participantes também terão acesso a mentorias on-line que serão realizadas em espaços de realidade virtual 3D, nos quais serão mostradas iniciativas de sucesso dentro do Sistema de Justiça. E ainda haverá oficinas, que vão permitir qualificar em ferramentas e métodos de desenvolvimento de inovação.

Confira a transmissão do evento no canal do Judiciário Exponencial no Youtube:

 

 

Receba nossa newsletter

SHS Qd. 06 Bl. E Conj. A - Salas 602 a 608 - Ed. Business Center Park Brasil 21 CEP: 70316-000 - Brasília/DF
+55 61 3322-0266
Encarregado para fins de LGPD
Dr. Marco Aurélio Marsiglia Treviso
Diretor de Informática da Anamatra

Menu