Prêmio Anamatra de Direitos Humanos: Comissão Julgadora inicia avaliação dos trabalhos

 Reunião virtual discutiu as inscrições recebidas na categoria “Cidadã"

Dirigentes da Anamatra e integrantes da Comissão Julgadora do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos iniciaram, nesta sexta (11/9), a seleção dos trabalhos recebidos para encaminhamento ao júri qualificado. No dia de hoje, os magistrados e magistradas fizeram a avaliação dos trabalhos inscritos na categoria “Cidadã”. A categoria premiará pessoas físicas e jurídicas, incluídas entidades não governamentais, e outras entidades que desenvolvam projetos e ações concretas relacionadas ao tema “Direitos Humanos no Mundo do Trabalho”.

A reunião contou com a presença da presidente da Anamatra, Noemia Porto, dos diretores de Cidadania e Direitos Humanos e de Formação e Cultura, respectivamente, Marcus Barberino e Luciana Conforti, dos juízes André Gustavo Villela, Ângela Konrath e Gabriela Lacerda, integrantes da Comissão Julgadora, e da assistente de Formação e Cultura e de Direitos Humanos da entidade, Luciana Assis. Nos dias 22 e 23 de setembro, a Comissão volta a se reunir para avaliar os trabalhos recebidos na categoria Imprensa e suas subcategorias.

“A primeira etapa do Prêmio é muito instigante, pois vemos trabalhos do Brasil todo. Se pudéssemos premiar todos e destinar recursos, seria a forma menos conflitiva de fazer isso. Precisamos, então, colocar os olhos e enxergar aquilo que talvez chame mais atenção da sociedade e ganhe mais impulso com o Prêmio. A ideia é selecionar o que é instigante, inovador e abrangente e represente ações significativas de entidades nessa saga brasileira de se tornar um país civilizado e desenvolvido,” explica Marcus Barberino.

A relação dos finalistas do Prêmio Anamatra de Direitos Humanos 2020 em todas as categorias e subcategorias será divulgada, no site da Anamatra, no dia 13 de outubro de 2020. A revelação dos vencedores acontecerá no dia 30 de outubro, em evento virtual, com a participação de todos os finalistas.

Sobre o Prêmio - Em sua 9ª edição, o Prêmio Anamatra de Direitos Humanos é uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e é dividido em três categorias: Cidadã, Programa Trabalho, Justiça e Cidadania (TJC) e Imprensa.

Haverá um vencedor em cada categoria, exceto na categoria “Imprensa”, em que será dividida em quatro segmentos e cada um deles será premiado: impresso (jornal, revista ou internet), televisão, rádio e fotografia (veiculada em jornal ou revista). Os vencedores irão receber, ao todo, R$ 60 mil.

O objetivo da Anamatra com a iniciativa é valorizar ações concretas de promoção e defesa dos direitos humanos nas relações de trabalho, atinentes à educação para o pleno exercício dos direitos sociais; ao combate a todas as formas de discriminação no mercado de trabalho; à inclusão de deficientes; ao combate ao trabalho infantil, escravo e degradante; à defesa do meio ambiente do trabalho e à defesa e promoção do trabalho decente.

Clique aqui e confira o regulamento do Prêmio. 

Receba nossa newsletter

Menu