Pesquisa investiga desafios para a ocupação feminina no Poder Judiciário


Estudo conta com o apoio institucional da Anamatra e é desenvolvido pela juíza Daniela Lustoza Chaves

 

Investigar as mulheres magistradas no Poder Judiciário Federal brasileiro e os desafios existentes para a ocupação feminina dos cargos de gestão e tomada de decisão nos tribunais. Esse é o objetivo da pesquisa “Enigma de Gênero: Mulheres e Carreira no Poder Judiciário Federal”, integrante do projeto de tese de Doutorado da juíza do Trabalho Daniela Lustoza Chaves, no Programa de Pós-Graduação em Direito Constitucional na Universidade de Fortaleza (Unifor), orientada pelo prof. Dr. Gustavo Feitosa.

A presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Noemia Garcia Porto, ressalta a importância da participação dos associados e associadas no estudo, que conta com o apoio institucional da Associação. “O objeto da pesquisa é de interesse da Anamatra, entidade participante do Grupo de Trabalho do Conselho Nacional de Justiça sobre a Resolução 255/2018, e que ainda mantém uma Comissão Permanente denominada Anamatra Mulheres”, recorda.

A juíza Daniela Lutoza explica que a pesquisa acadêmica tem potencial de contribuição para os estudos relacionados ao tema de Gênero e Judiciário e poderá ser acessada pela comunidade jurídica e sociedade, permitindo maior reflexão e proposições que envolvam a temática.  "A investigação científica pode contribuir para iluminar um tema complexo, acrescentando novas lentes na tentativa de desvendar alguns enigmas", aponta a magistrada, que é membro do Conselho Fiscal da Anamatra e da Comissão Anamatra Mulheres.

O estudo envolve a aplicação de questionário com perguntas fechadas a magistrados e magistradas do Poder Judiciário da União, em especial Justiça Federal e do Trabalho. Os dados serão catalogados automaticamente a partir de uma plataforma on-line gerada por meio da ferramenta SurveyMonkey e a pesquisadora não terá acesso a nenhuma informação dos participantes.

O link para responder a pesquisa está disponível no Espaço do Associado. Clique aqui e participe. 

 

 

Receba nossa newsletter

Menu