Anamatra acompanha a leitura dos pareceres que indicam as magistradas Flavia Pessoa e Tania Reckeziegel para comporem o CNJ

Sabatina deve ser realizada na próxima semana

O vice-presidente da Anamatra, Luiz Colussi, acompanhou, nesta terça, na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal, a leitura dos pareceres referentes aos ofícios do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que indicam a juíza Flavia Pessoa e a desembargadora Tania Reckeziegel para os cargos de conselheiras do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Após as respectivas leituras realizadas pelos senadores Maria do Carmo Alves (DEM/SE) e Luiz Carlos Heinze (PP/RS), foi concedida vista coletiva.

As indicações devem ser aprovadas pelo plenário do Senado Federal, após sabatina pela CCJ, o que deve ocorrer já na próxima semana. Vencida essas fases, as juízas passam a compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nas vagas destinadas a magistrados de segundo e primeiro graus da Justiça do Trabalho.

A juíza Flávia Moreira Guimarães Pessoa é titular da 4ª Vara do Trabalho de Aracaju, é graduada em Direito pela Universidade Federal de Sergipe, com mestrado em Direito pela Universidade Gama Filho, doutorado em Direito Público pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e pós-doutorado em Direito do Trabalho pela mesma instituição. É professora do Mestrado em Direito da Universidade Tiradentes e da Universidade Federal de Sergipe e juíza auxiliar do CNJ.

Já a desembargadora Tânia Regina Silva Reckziegel formou-se na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), tem mestrado em Direitos Sociais e Políticas Públicas pela UNISC, especialização em Gestão Pública pela UFRGS, e é doutoranda em Ciências Jurídicas pela Universidad del Museo Social Argentino. A desembargadora ingressou no TRT4 em outubro de 2012 pelo quinto constitucional, em vaga destinada à advocacia.

 

Receba nossa newsletter