Diretor de Aposentados reúne-se com magistrados em Cuiabá (MT)

Rodnei Doreto recebe homenagem da Amatra 23 (MT)

O diretor de Aposentados Anamatra, Rodnei Doreto, participou, nessa quarta (10/5), em Cuiabá (MT), da 1ª Semana Jurídica promovida pela EJUD 23, em evento paralelo destinado a reunir os juízes do Trabalho aposentados da 23ª Região, viabilizado pela Amatra 23 (MT), vários deles atualmente residindo em outras unidades da Federação.

Na ocasião, ouviu as ponderações dos colegas e discorreu a respeito de suas específicas dificuldades, de seu enfrentamento associativo e das perspectivas que podem ser vislumbradas. Foram relatados os avanços já obtidos em relação a relevantes aspectos do programa da diretoria, bem como outros encaminhamentos de especial importância para os aposentados, que se haverão de concretizar.

Mereceram especial ênfase as ações desenvolvidas no sentido da defesa da unidade da Magistratura nacional, cujo pressuposto é a uniformidade de regimes previdenciário e remuneratório, especialmente as relacionadas ao resgate da integralidade e paridade para todos os juízes. Também se tratou da importância da ampliação da integração e participação dos aposentados na vida associativa e institucional dos tribunais, do resgate de direitos já assegurados pelo ordenamento, das salvaguardas de proteção da minoria, que caracteriza o segmento, e das conquistas já obtidas e das que estão sendo (bem) encaminhadas.

Ao fim, os aposentados da 23ª Região puderam fazer breves relatos de fatos históricos aos colegas em atividade presentes ao evento, reveladores da relevância de sua contribuição para a construção daquele Tribunal, que é referência nacional.

Homenagens – Os juízes aposentados foram homenageados pelos seus pares em atividade, sob os auspícios da Amatra 23 (MT), que ressaltou seu "compromisso de atenção prioritária com os aposentados", sendo muito visível o quanto se emocionaram com essa deferência.

 O diretor de Aponsentados da Anamatra,  também brindado com homenagem pela Amatra 23 (MT), agradeceu o reconhecimento: “A iniciativa da Ejud 23 e da Amatra 23 (MT) foi extremamente louvável e merecedora dos maiores encômios. Recebam, nas pessoas de seus dirigentes maiores, o desembargador João Carlos e o colega de movimento associativo Molina, o reconhecimento da gratidão de todos os nossos aposentados. Importante ressaltar que se anteciparam em efetiva ação destinada à integração dos aposentados às vidas associativa e institucional dos tribunais, cuja relevância foi objeto de temática específica do recente Conamat e de teses aprovadas por aclamação. De dirigentes sensíveis como eles, que sabem reconhecer a importância da contribuição dos aposentados no passado e do potencial de contribuição presente e futura, não se podia esperar outra conduta. Estão de parabéns todos os colegas juízes do trabalho em atividade no Mato Grosso. Por iniciativas e posturas dessa natureza, como tantas outras, é que realmente aquele é um Tribunal diferenciado".

Receba nossa newsletter

Menu