Presidentes da Anamatra e da ANPT debatem principais pontos da reforma trabalhista

Debate foi transmitido, ao vivo, pela fanpage da Anamatra no Facebook

Os presidentes da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA) e da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), respectivamente Ângelo Fabiano e Germano Siqueira, debateram nesta terça (18/4), ao vivo na Fanpage da Anamatra no Facebook, os principais pontos da reforma trabalhista (Projeto de Lei nº 6787/2016), cujo relatório foi apresentado recentemente pelo deputado Rogério Marinho, relator da proposta na Comissão Especial. O debate ocorreu na sede da Anamatra e foi mediado pela Assessoria de Imprensa entidade. Além da transmissão ao vivo, o vídeo também foi replicado nas demais redes sociais a entidade e da ANPT. 

Durante a conversa, os dirigentes criticam os argumentos que têm sido utilizados pelo relator e defensores da proposta de que a reforma vai gerar empregos no Brasil e que não retiraria direitos dos trabalhadores. Também falaram sobre a necessidade ou não de atualizar a CLT, das alterações com relação aos acidentes de trabalho e danos morais, horas extras, terceirização, trabalho intermitente, homologação das rescisões de contrato, prevalência dos acordos sobre as leis, pagamento de honorários advocatícios, entre outros temas. 

Confira abaixo, no Facebook, a íntegra do debate em duas partes:
 

1ª parte
 

2ª parte

 

Urgência - No início desta noite, o Plenário da Câmara rejeitou, por um placar de 230 votos a 163, requerimento de urgência para o PL. A Anamatra acompanhou a sessão diretamente no Plenário. Clique aqui e confira como foi a votação. 

 

* Texto atualizado às 19h07.

Receba nossa newsletter